É sabido que não tenho muito prazer na critica política para minha escrita, entretanto vendo o momento que o PSDB passa, não posso deixar de fazer clara minha visão. Um acordo de cunho duvidoso, mas habitual fora feito pelo governador com certo parlamentar, nada de mais, entretanto foi bastante espantoso e isso teve grande destaque nos jornais de grande circulação, o fato do deputado federa Ricardo Trípoli ter peitado este acordo ao recolher 220 assinaturas de delegados do PSDB da capital e favor de prévias para a escolha do candidato a prefeito, e já oficializando seu nome enquanto pré-candidato.

bem, esta cena, alem de histórica foi fantástica, um marco na historia do partido, que a partir de tal ato não terá como não realizar as prévias. Todavia, o que mais me deixa feliz é o fato dos possíveis candidatos serem ótimos quadros, e nisso ponho Andrea Matarazzo, Bruno Covas, Ricardo Trípoli, Jose Serra, José Aníbal e até mesmo o senador Aloysio Nunes que já disse não ter interesse.

Tucano, simbolo do PSDB, partido dos maiores democratas do Brasil FHC, Mario Covas e Franco Montoro

Não há duvidas que Serra é o maior nome, mas se ele quiser se candidatar, precisa entender que sim, ele é um ser humano, e não um desenho animado, e terá de disputar as prévias, que para ele serão muito fáceis, embora eu acredite fielmente que para ele o melhor caminha seria o Senado em 2014, sem duvidas seria o melhor senador da historia de São Paulo, com gigantesca influencia não apenas no partido e no Congresso Nacional, mas na direção da pátria. Outro nome de peso que destaco dos demais é Aloysio Nunes, tem se especulado sua candidatura, e ele negado, também acredito que se deseja, não deve ser privilegia, mas no caso de sua candidatura, perderá o estado o seu melhor senador, para o PSDB ganhar um forte candidato.

O s outros quatro quadros, acredito que em estatura não são tão diferentes, o que os difere é a maneira de tocar as coisas, cada um

tem uma aérea e um foco, uma historia. Não posso deixar de ressaltar que, para mim não faz o menor sentido Andrea Matarazzo se candidatar pelo partido que tanto criticou a presidente da Republica exatamente pela mesma nunca ter ocupado cargo eletivo, todavia, ele todo o direito de se pré-candidatar. Sou franco quando digo, que Bruno Covas sem sombra de duvidas será grande, o suficiente para ser o vice de Geraldo Alckmin em 2014 numa chapa puro

-sangue, e ser o grande coordenador do mandato. Mantenho o critério quando se fala de José Aníbal, sem duvidas é o deputado mais contundente do Congresso, e esta fazendo um ótimo trabalho na Energia, mas ele é a cara de Brasília, por melhor que seja seu trabalho em qualquer instancia, o povo de São Paulo e do Brasil perde muito sem ele na tribuna. Pelo acima descrito e por questões pessoais, me junto à Ricardo Trípoli, que fora a historia de sucesso que tem, é um dos fundadores do partido, e traz como proposta conceitos básicos do Imperador  Augusto e de Maquiavel, que em muito podem melhorar o cotidiano das pessoas.

Seja quem for o vencedor, não o será maior que a instituição, o Partido da Social Democracia Brasileira é quem ganha, dá voz à militância, e a mesma, exatamente por isso lutará mais agressivamente que

nunca, seja quem for o candidato. O PSDB pode em 2012, mostrar ao Brasil que ao contrario do que a mídia insiste em dizer, continua firme, se mantém como o partido que traz a bandeira da democracia plena, da pluralidade e da vanguarda.

Anúncios